×

5 dicas úteis de como escolher o hotel ideal para seu colaborador

5 dicas úteis de como escolher o hotel ideal para seu colaborador

5 dicas úteis de como escolher o hotel ideal para seu colaborador

O que levar em consideração na hora de escolher o hotel para o seu colaborador? Quais itens devem ser avaliados nos hotéis para que ele tenha o conforto e a estrutura necessárias? Os profissionais de empresas, responsáveis por essa questão, muitas vezes, podem ficar confusos diante das opções e demorar muito mais tempo para tomar uma decisão assertiva e que traga satisfação tanto para o funcionário como para a corporação na questão do custo-benefício.

Localização estratégica, comodidades e serviços do hotel e o próprio perfil da empresa são alguns dos pontos que devem ser analisados na hora de fechar o local da hospedagem de um cliente corporativo. Para entender como olhar para cada um deles, preparamos este artigo com cinco dicas práticas e úteis que vão otimizar tempo e garantir melhores check-ins! Acompanhe a leitura.

 

Localização: hotel deve ser próximo das reuniões e de conveniências

Em viagens corporativas, a praticidade no deslocamento do colaborador é o primeiro item que deve ser levado em consideração. Com o tempo muitas vezes bem apertado entre um compromisso e outro, é fundamental que o hotel em que estará hospedado seja de fácil acesso e tenha uma localização próxima dos principais endereços das reuniões e encontros.

Outra questão importante a ser levantada é a possibilidade de utilizar o transporte público na região, como ônibus, além de checar as condições do trânsito na região – se é muito intenso ou não. Ainda sobre a localização do hotel, lembre-se de conferir se há serviços e conveniências nas proximidades, como farmácias, mercados, restaurantes.  

 

Conforto: pense no bem-estar do colaborador que estará fora de casa

Na hora de escolher um hotel para seu colaborar, pense no conforto. É importante que ele, mesmo estando fora de casa, sinta-se bem, acolhido e amparado. Assim, os resultados do próprio trabalho que desempenhará na viagem serão melhores. Analise as comodidades do hotel para que a estadia seja agradável.

Considere as acomodações, veja se o quarto possui uma cama confortável, se é bem iluminado e ventilado – se tem janelas, ventilador e/ou ar-condicionado, televisão, wi-fi, telefone, mesa ou bancada para o computador, tomadas para carregar os eletrônicos e espaço para circulação.

Veja também se o hotel dispõe de áreas de lazer, com piscina, quadra, bar, restaurante etc, para que, nos momentos livres, o colaborador possa descansar e desconectar um pouco, realizando outras atividades. Essa pausa, ainda que pequena, é importante para o rendimento e para o seu bem-estar.

 

Perfil da empresa: combina com o do hotel?

A empresa na qual o colaborador trabalha tem uma marca, uma identidade e uma posição no mercado a zelar. Então, na hora de escolher a hospedagem corporativa, é interessante que a opção combine com o perfil da corporação. Por exemplo: uma empresa com ações sustentáveis bem posicionadas “casa” melhor com um hotel que também tenha práticas sustentáveis e de cuidado com o meio ambiente em seu padrão de funcionamento.

 

Viagem a negócio: saiba como programar sem estresse e com lazerServiços: há os específicos para hóspedes corporativos?

Hóspedes que estão a trabalho demandam serviços mais específicos nos hotéis. Por isso, confira se o local oferece internet wi-fi de alta velocidade e gratuita, café da manhã incluso na diária, estacionamento próprio e gratuito, salas para reuniões, adaptadores de tomada, serviço de quarto e lavanderia (para períodos mais longos), serviço de transfer ou facilidade em contatar Uber e táxis.

Além de garantir uma estadia muito mais completa e tranquila para seu colaborador, ao considerar itens como café da manhã e estacionamento gratuitos, você consegue reduzir os gastos com a viagem, mantendo, ainda sim, um bom padrão de hospedagem.

 

Custo-benefício: coloque na ponta do lápis

Visto todos os pontos anteriores, é hora de colocar na ponta do lápis orçamento x investimento e analisar o melhor custo-benefício para a viagem do colaborador. Importante considerar que o que pode parecer mais barato à primeira vista pode, na verdade, pode significar mais gastos.

Por exemplo: um hotel mais distante, localizado fora do centro comercial da cidade, pode ter um valor de diária mais em conta, mas os custos que o colaborador terá com deslocamentos não vão compensam o investimento.

Na hora de fechar o hotel, vale procurar também por estabelecimentos que tenham convênio e parcerias com empresas e ofereçam valores especiais para hóspedes corporativos. Busque sempre as vantagens!

 

Com essas dicas fica mais fácil e rápido organizar a viagem do colaborador e escolher a opção ideal de hospedagem que atenda tantos às necessidades de quem está na estrada como de quem vai arcar com as despesas. Gostou? Então, compartilhe o conteúdo e conheça no site tudo que o Jaguary pode oferecer para quem viaja a trabalho.